Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

ALGUMAS IDEIAS PARA NÃO DESPERDIÇAR ALIMENTOS

Mäyjo, 03.02.17

desperdicio-alimentar

A União Europeia desperdiça todos os anos metade dos alimentos produzidos e a percentagem é ainda maior à escala mundial. A produção anual de resíduos alimentares nos 27 Estados-membros da União Europeia equivale a cerca de 179 quilos por pessoa.

 

1. Planeie as suas compras

Planeie as refeições para toda a semana. Veja o que falta no frigorífico e na despensa e faça uma lista dos produtos de que realmente precisa. Quando for às compras, leve a lista e siga-a à risca. Não se deixe tentar pelas ofertas especiais nem vá às compras de estômago vazio, pois arrisca‑se a chegar a casa com produtos que não lhe faziam alta. Evite os produtos pré‑embalados: prefira a fruta e os legumes a peso, pois poderá comprar exactamente as quantidades necessárias.

 

2. Verifique as datas

Esteja atento ao prazo de validade dos produtos. A menção “consumir até” indica que o produto só pode ser consumido até à data indicada (por exemplo, para a carne e o peixe). A menção “consumir de preferência antes de” indica a data até à qual o produto apresenta uma qualidade óptima; estes alimentos podem  ser consumidos sem risco mesmo depois da data indicada.

 

3. Não perca de vista o seu orçamento

Desperdiçar alimentos equivale a perder dinheiro.

 

4. Mantenha o frigorífico arrumado e limpo

Verifique se as embalagens estão bem fechadas e controle a temperatura do seu frigorífico. Os alimentos devem ser conservados a uma temperatura entre 1º e 5º C para que mantenham a frescura e o sabor.

 

5. Conserve os alimentos

Conserve os alimentos de acordo com as instruções indicadas na embalagem.

 

6. Faça uma rotação dos alimentos

Quando volta das compras, arrume os produtos no frigorífico ou na despensa, colocando os mais antigos na frente das prateleiras e os que acaba de  comprar no fundo. Evitará, assim, esquecimentos e más surpresas.

 

7. Não encha demasiado o prato

É preferível voltar a servir‑se quando tiver terminado o que tem no prato.

 

8. Utilize os restos

Não deite a carne ou as batatas que sobraram de uma refeição para o lixo. Pode consumir estes restos no dia seguinte, aproveitá‑los para confeccionar outros pratos ou congelá‑los. A fruta demasiado madura pode ser utilizada para fazer batidos ou sumos. Os legumes que  perderam a frescura podem ser aproveitados para fazer sopa.

 

9. Congele

Se comprar um pão grande e só comer uma pequena quantidade de cada vez, divida o restante em porções e congele. Tire a quantidade necessária do congelador algumas horas antes da refeição. De igual modo, divida os pratos que preparou em porções e congele‑as para ter refeições prontas para os dias em que estiver demasiado cansado para cozinhar.

 

10. Renda-se à compostagem

O desperdício de alguns alimentos é inevitável. Por que não pôr no seu jardim uma caixa de compostagem para os restos? Em poucos meses terá um precioso adubo para as suas plantas. Se viver num apartamento, um sistema de compostagem para a cozinha pode ser a solução. Coloque os restos no balde de compostagem, cubra-os com uma camada de micro-organismos e deixe fermentar.

 

COMIDA EM PÓ FEITA COM PRODUTOS FORA DE PRAZO PODE AJUDAR A ACABAR COM A FOME NO MUNDO

Mäyjo, 18.01.17

fopo_SAPO

Todos os anos, os consumidores globais desperdiçam 1,78 mil milhões de toneladas de alimentos – o equivalente a €680 mil milhões de perdas económicas, de acordo com as Nações Unidas. As duas principais razões para que tal aconteça estão ligadas ao consumo sem sentido: ou compramos coisas que depois não usamos ou preparamos alimentos que depois não consumimos.

 

Qualquer que seja a causa para o desperdício alimentar, ela deve ser erradicada. Para responder a este ciclo vicioso, um grupo de estudantes criou o FoPo, um marca de comida em pó que recolhe produtos perto do prazo final de validade e pulverizam-nos até que fiquem secos e em pó, o que lhes permite prolongar a sua vida útil por dois anos.

A ideia foi desenvolvida por Kent Ngo, um estudante sueco de engenharia, e pelo estudantes de design de produto e inovação alimentar Gerald Marin e Vita Jarolimkova, em Dezembro de 2014. Duas outras colegas – Lizzie Cabisidan e Ada Balazy – juntaram-se mais tarde ao projecto.

“Não estamos a criar um novo produto ou tecnologia, mas sim a criar valor a partir da ineficiência do sistema alimentar”, explicou Marin ao Mashable. “A inovação do nosso negócio é o facto de recebermos as frutas e vegetais cujo prazo de validade está a expirar”.

Para já, o pó tem três sabores: banana, manga e framboesa. Na calha está o sabor de ananás. Todos retêm entre 30 a 80% do valor nutritivo do fruto, de acordo com a empresa, e podem também ser colocados no topo de iogurtes ou gelados e utilizados na confecção de bebidas.

A FoPo tem tido algum sucesso em conferências dedicadas às startup ou desafios de novas empresas – recebeu um investimento de crowdfunding do Bem & Jerry’s Join Our Core, por exemplo, e ficou em segundo na Thought for Food.

Segundo a nutricionista Susan Tucker, citada pelo Mashable, a comida em pó pode ser importante em situações ligadas a desastres naturais, fome ou até no campismo.

 

Luta contra o desperdício alimentar

Mäyjo, 20.10.16

supermercado _1

REINO UNIDO INAUGURA SUPERMERCADO DE DESPERDÍCIO ALIMENTAR

Fotos: Adam Smith